_______________________________________________________

terça-feira, 23 de janeiro de 2018

ANATOMIA SUTIL - Centros de Energias



















OS SETE CHACRAS
(WAGNER BORGES) 








“A experiência holística do ser humano, na Terra, pode ser sentida e se tornar lúcida em diferentes níveis de consciências aos quais denominamos de ‘corpos’. Sob a ótica dos ensinamentos transcendentais, sete corpos humanos diferentes são reconhecidos em suas anatomias e funcionalidades. Assim, podemos citar os seguintes corpos: físico, emocional, mental, intuitivo, corpo de luz, monádico e avatárico. Sendo o corpo físico o mais denso e material de todos estes corpos, na ordem linear desta exposição, os corpos mais elevados vão se tornando cada vez mais sutis. Desta forma, o corpo emocional é mais sutil que o físico, assim como o corpo mental é mais sutil que o emocional, por exemplo. Interligando todos estes corpos, desde o plano mais sutil até o mais denso no corpo físico, há um sistema anatômico que apresenta os ‘chacras’ como centros funcionais das energias interrelacionadas entre todos estes corpos. São milhares os chacras que desempenham a função de transmissores de energias em um corpo humano, porém, há sete chacras principais que sintetizam as energias de grandes áreas das consciências dos corpos humanos. Cinco destes sete chacras principais fazem conexões tanto nas áreas anteriores como posteriores do corpo físico. Os outros dois que se localizam mais nos extremos da coluna vertebral, fecham o circuito elétrico do sistema nervoso central com apenas uma conexão cada. A seguir, temos uma explanação sintética desta anatomia, onde a letra “A” indicará as conexões anteriores e a letra “B” as conexões posteriores dos chacras.”  (Do livro “COMANDO ESTRELINHA, Temas Transcendentais”, pág 27, Horácio Netho, Ed. Alfabeto, 2012)







CIÊNCIA ESPIRITUAL - CHACRAS
(DOCUMENTÁRIO) 







O primeiro chakra, o centro coccigiano (1), relaciona-se com a quantidade de energia física e com a vontade de viver na realidade física. Quando a força vital funciona plena­mente através desse centro, a pessoa tem muita vontade de viver na realidade física...”
O centro púbico (chakra 2A), relaciona-se com a qualidade do amor ao sexo oposto que a pessoa é capaz de sentir. Estando aberto, facilita a concessão e o recebimento do prazer sexual e físico...”
O centro sacro (chakra 2B), relaciona-se com a quantidade de energia sexual da pes­soa. Com o centro aberto, esta sente a sua força sexual...”
O plexo solar (chakra 3A), está associado ao grande prazer que deriva do profundo co­nhecimento do nosso lugar único e ligado dentro do universo. Uma pessoa que tenha aberto o chakra 3A pode erguer os olhos para o céu estrelado, à noite, e sentir que lhe pertence. Está firmemente assentada no seu lugar dentro do universo... Se bem que o chakra do plexo solar seja mental, seu funcionamento saudável está diretamente vinculado à vida emocional do indivíduo. Isso é verdade porque a mente ou os processos mentais servem de reguladores da vida emocional...” 
O centro diafragmático (chakra 3B), localizado atrás do plexo solar, está associado à nossa intenção no tocante à saúde física. Se alguém tiver muito amor à saúde dirigido ao próprio corpo, e intentar mantê-lo saudável, esse centro estará aberto...”
O chakra do coração (chakra 4A), é o centro por cujo intermédio amamos. Através dele flui a energia do nexo com toda a vida. Quanto mais aberto estiver esse centro, tanto maior será a nossa capacidade de amar um círculo de vida cada vez mais amplo.Quando o centro funciona, nós nos amamos, amamos nossos filhos, nossos companheiros, nossas famílias, nossos animais de estimação, nossos amigos, nossos vizinhos, nossos conterrâ­neos, nossos semelhantes e todas as criaturas da Terra...”
“No meio do caminho entre os omoplatas, o chakra 4B se associa à vontade do ego, ou vontade externa. É o centro a partir do qual agimos no mundo físico. Saímos em pós daquilo que desejamos. Se o centro girar no sentido horário, tomaremos uma atitude positiva no tocante à realização de coisas na vida e veremos outras pessoas como sustentáculos das realizações. Teremos experiências para sustentar essa opinião porque as vivemos. Experimentaremos a concordância entre a nossa vontade e a vontade divina. Veremos a vontade dos nossos amigos em harmonia com a nossa...”
O chakra da garganta (5A), localizado na frente da garganta, associa-se à tomada de responsabilidade pelas nossas necessidades pessoais... À proporção que a pessoa amadure­ce, a satisfação das suas necessidades repousa cada vez mais sobre si mesma. Alcança-se a maturidade e esse chakra funciona apropriadamente quando deixamos de censurar os outros pelas nossas falhas e nos aventuramos a criar o de que precisamos e o que deseja­mos. O centro mostra também o estado da pessoa no respeitante ao recebimento do que quer que lhe esteja destinado...”
“O aspecto de assimilação que ocorre no verso do quinto chakra (5B), ao qual às vezes se dá o nome de centro profissional, está associado ao sentido do eu da pessoa dentro da sociedade, da profissão e entre os seus iguais... O centro localizado na parte posterior do pescoço estará geralmente aberto se a pessoa for bem sucedida e bem ajustada ao trabalho e satisfeita com esse trabalho como a sua tarefa na vida...”
O centro da testa (chakra 6A) está associado à capacidade de visualizar e compreender conceitos mentais. Isso inclui os conceitos de realidade, ou o universo da pessoa, ou a maneira como ela vê o mundo, ou como acha que o mundo provavelmente lhe responderá...”
“Na parte dorsal da cabeça, o centro executivo mental (chakra 6B) se associa à imple­mentação das idéias criativas formuladas através do centro da testa. Se o centro executivo da vontade estiver aberto, as idéias da pessoa serão seguidas da ação apropriada para fazê-las materializarem-se no mundo físico...”
O centro da coroa (chakra 7) está associado à conexão da pessoa com sua espirituali­dade e a integração de todo o seu ser, físico, emocional, mental e espiritual. Se o centro estiver fechado, a pessoa provavelmente não terá uma conexão experiencial com a sua es­piritualidade. Não terá provavelmente o 'sentimento cósmico' e não saberá do que estão falando as pessoas quando falam de suas experiências espirituais...”  (Do livro “MÃOS DE LUZ”, Barbara A. B., Ed.Pensamento, 1987, págs 120 a 129)  
                                                                                                 
















ANATOMIA SUTIL - AURA HUMANA
(JOEL ALEIXO) 











“Com a recente revelação da atualização do Reino Humano para os novos propósitos da Terra, a anatomia deste reino está sendo alterada. Desta forma, o desenvolvimento do novo código genético (GNA) não está mais associado ao sistema de chacras tão estudado nos meios esotéricos, até então. O novo sistema anatômico humano sintetiza experiências dos chacras em Centros do Consciente Direito, que aos poucos começam a serem revelados e estudados pelos aspirantes espirituais da Terra. Para que um ser humano tenha uma maior consciência de sua experiência de vida, é fundamental um estudo preciso sobre a sua anatomia holística pessoal. Muitos ainda estão limitados às experiências dos seus corpos materiais sem buscarem uma leitura mais sutil de suas auras e o conhecimento de suas funcionalidades mais elevadas. Poucos também, são os que conseguem sentir as suas próprias energias sutis circulando em seus corpos menos densos. Esta ignorância que predomina no autoconhecimento humano, em geral, inibe que certas verdades possam clarear as vidas de muitos seres. Pois, assim como necessitamos educar e aperfeiçoar as capacidades dos nossos corpos inferiores como o físico, o emocional e o mental, por exemplo, especialmente nestes tempos urge a necessidade de aprimorarmos os nossos corpos mais sutis (intuitivo, corpo de luz e monádico).”  (Do livro “COMANDO ESTRELINHA, Temas Transcendentais”, pág 29, Horácio Netho, Ed.Alfabeto, 2012)






UNIFICAÇÃO de CHACRAS
TÉCNICA ASCENSIONAL















“Os nossos chacras são sete grandes centrais de processamento de energia, e todos eles se encontram numa resposta à vida relativamente segmentada, isto é, um ser pode viver uma vida inteira ligado a um deles e ignorar os outros ou pode ligar-se a alguns e ignorar outros. Nós conseguimos viver com centros energéticos bloqueados porque os outros operam independentemente desses centros bloqueados. Com estas novas crianças, porém, não é assim, pois as frequências dos seus centros estão muito mais próximas umas das outras [...] Antes existiam redutos muito restritos onde era possível a Hierarquia espiritual da Terra mudar as leis da substância – centros de cura (Fátima, Caravandal em Espanha, Delphos na Grécia, os templos de Esculápio, centros de cura no Egito) enquanto o resto da Terra continuava naquela imensa diferença de vibração entre físico, emocional, mental e intuitivo. Da mesma forma que as duas esferas: física e sentimental se estão a estreitar, as esferas do sentimento e da mente estão-se a estreitar também. O que nós pensamos tem a velocidade de materialização extremamente acelerada, porque a energia precisa de percorrer menos subplanos, encontra menos obstáculos até chegar à matéria física. A nova arquitetura terrestre funde o físico com o sentimento, o sentimento com a mente e a mente com a vida da contemplação interior, sem a qual não há como manter uma mente equilibrada daqui para a frente [...] Estas novas crianças vêm como arautos da próxima dimensão terrestre. A capacidade do homem comum dissociar é enorme porque as frequências distam muito umas das outras. Estas crianças nascem sem a capacidade de dissociar que a maior parte de nós tem. Portanto, o impacto ígneo, ativo, da vontade, do amor e da atividade é muito mais alto sobre aqueles veículos do que na maior parte de nós, porque a energia tem muito menos camadas para percorrer até se manifestar no sistema nervoso central, a partir do qual nós decidimos se vamos ficar quietos ou se vamos pular a tarde toda. O sistema nervoso central é o receptor, no físico, da sequência: espírito, alma e vontade. Atualmente, em níveis mais altos do éter nós não temos sete chacras, já só temos três. O éter são várias camadas de luz em torno do nosso veículo físico – pelo menos cinco camadas. Até agora (desde há milhares de anos até os anos 80) nós tínhamos sete chacras em todas as camadas energéticas. Atualmente, nos níveis mais altos do nosso corpo etérico, já só temos 3 chacras [...] Nós dispomos de um primeiro centro a que podemos chamar ‘plexo cósmico’. Já não se trata do plexo solar (3º centro tradicional), nem do centro da fruição e do prazer (2º centro tradicional), nem do centro do enraizamento e do medo (1º centro tradicional, raiz). Nesse nível mais profundo temos, como chacra básico, um centro que reúne as antigas frequências do centro raiz (1º), do centro da alegria, da fruição e da experiência sexual (2º) e do centro da sociabilização (3º). Estes 3 centros, no nível mais profundo do nosso ser já se fundiram num – Plexo Cósmico. O segundo centro sintetiza parte da vibração do plexo solar (3º), parte da vibração da laringe (5º) e a totalidade do centro cardíaco (4º). Trata-se de uma expansão do cardíaco que absorve uma boa parte das antigas frequências do plexo solar e uma parte da expressão da laringe, podemos chamar-lhe – Cardíaco Cósmico. Na zona craniana temos um terceiro centro que está a fundir parte da vibração da laringe (5º), a totalidade do Ajna (frontal, 6º) e dos centros da coroa, o 8º e o 9º chacra – Mental Cósmico. O que se passa é que a emergência destes três centros alimenta-se da pureza, da incapacidade de dissociar e da inocência. A compreensão de como os centros se sintetizam é o retorno à pureza, à inocência, à incapacidade de mentirmos a nós mesmos. Vem aí um novo conhecimento. Esse centro Mental Cósmico ao receber a linguagem de fogo dos arcanjos, dos Irmãos Maiores, condiciona a vontade, e a vontade condiciona o cardíaco, e o cardíaco condiciona a personalidade. Então, esta aproximação entre os centros é o resultado de uma iniciação da Humanidade, que é parte da iniciação da Terra. Esta iniciação está a fundir os centros para que aquilo que, em nós, é potência e força se torne inteligência, e o que é inteligência e energia se torne potente. Ou seja, há um casamento entre a Terra e o Céu, o que significa realizar o Homem, fazer emergir o Cristo em nós e implica fundir os campos. Ora, estas novas crianças trazem isto à flor da pele. Elas são energeticamente mais simples e, portanto, energeticamente mais potentes. Assim, podemos começar a receber uma radiação oculta que vem destas novas crianças; elas ajudam-nos a sentir estes novos centros que estão a nascer na atual Humanidade.” (André Louro de Almeida em: http://www.casa-indigo.com/artigos/conferencia_a_louro_2.asp)













CHACRAS

CENTRO

PERÍODO

COR

BÁSICO


SUPRA-RENAIS

0 a 11 anos

VERMELHO

SEXUAL


GÔNADAS

11 a 22 anos

LARANJA

SOLAR


PÂNCREAS

22 a 33 anos

AMARELO

CARDÍACO

TIMO

33 a 44 anos

VERDE

LARÍNGEO


TIREÓIDE

44 a 55 anos

AZUL

FRONTAL


PITUITÁRIA

55 a 66 anos

ÍNDIGO

CORONÁRIO

PINEAL

66 anos adiante



 BRANCO
 VIOLETA


















“Cada um dos nossos chacras está ligado a um lição cármica que o indivíduo deve trabalhar em seu despertar. Essas lições tem relação com outras vidas inclusive fora da realidade terrena, pois como tem sido revelado, a maior parte da população deste planeta é oriunda de outros planetas que por diversos motivos foram colocados, aqui na Terra, para solucionar seus débitos ou trabalhar como missionário para o Cristo.” (Extraído da Apostila: “CURA QUÂNTICA III”, pág 128, Autor: Rodrigo Romo, 2003)









GEOMETRIA SAGRADA - CORPOS MULTIDIMENSIONAIS,
CHACRAS e CONSCIÊNCIA CRISTALINA FRACTAL
(ELSA FARRUS) 









“Os chacras são centros de força e consciência ativos no corpo etérico do homem da superfície, quando ele se encontra sob a lei do carma material e do livre-arbítrio. Ao transcendê-las, passa a ser regido pela lei evolutiva em seus aspectos superiores, e esses centros não mais o condicionam. Os chacras correspondem ao ciclo planetário anterior, que foi expressão da polaridade masculina do planeta. Exceto em condições especiais, instrutores autênticos e inspirados do presente puseram mais ênfase no aprimoramento do caráter que na concentração direta sobre os chacras. Contudo, contrariando suas indicações, muitos aspirantes, ao adotar técnicas ultrapassadas, desequilibraram-se ou se perderam pela ambição. O homem lúcido de hoje colabora nas transformações em seus corpos e em sua consciência, mas deixa que sejam conduzidas por sua mônada e pelas Hierarquias. Tendo renunciado ao livre-arbítrio, isso é feito por meio dos centros energéticos do consciente direito, e não mais dos chacras. O consciente direito não é como o sistema de chacras que está dentro do corpo etérico. O consciente direito não está dentro do corpo físico, é algo mais amplo e que reúne dois ou três destes chacras. A chave para o desenvolvimento do consciente direito é o serviço altruísta. É você servir não a você mesmo, servir sem querer nada em troca nem sequer resultados. Esta é a chave principal para o desenvolvimento do consciente direito.”     (Trigueirinho)






ENSINAMENTOS ARCTURIANOS, GEOMETRIA SAGRADA
e as GLÂNDULAS SUPERIORES
(XAVIER PEDRO) 














“O atual código genético da humanidade (DNA) está associado à expressão anatômica do sistema de chacras, que faz uso do fluxo da energia Kundalini pelo canal central de Antakharana refletindo, conseqüentemente, as atuais auras dos seres humanos que estão fina­lizando este estágio evolutivo da raça. Este projeto evolutivo através do DNA está associado sutilmente ao aprendizado das experiências astrológicas arquetípicas do Doze Trabalhos de Hércules, também redimensionado para o que se é conhecido como Roda de Samsara. O mundo dos céus está sendo atualizado e uma nova ordem sideral irá propor um novo projeto evolutivo para a humanidade da Terra. No futuro breve, toda a raça humana terá transcendido o atual siste­ma de chacras e adquirido um novo código genético (GNA), seguin­do uma nova estrutura anatômica de consciência sutil. Alguns seres humanos terrenos já conduzem este novo código genético imaterial.” (Do livro “VIA CORAÇÃO, caminhos da transformação”, pág 150, Horácio Netho, Ed. Alfabeto, 2011)









“Nos voltamos para uma nova organização do consciente direito que está sendo aceso em nós, ao mesmo tempo em que os chacras continuam funcionando. Deixa a vida dos chacras para lá e nos voltamos para o consciente direito, que já é a alma ativa e intuitiva em nós.”     (Frei Artur – Centro Intraterreno de Mirna Jad)

                                  

                           










“A intensa aspiração do homem no plano físico, 
permite-lhe repentinamente estabelecer contato com a alma. 
Quando tal ocorre, intensifica-se momentaneamente 
a luz em sua cabeça.”    (Djhwal Khul)











DOAÇÃO de ÓRGÃOS e a ALMA
(DEEPAK SANKARA e TRIGUEIRINHO) 




“Cada corpo está ligado a um chacra do corpo humano. Cada corpo sutil é independente do outro no que se refere à percepção energética e à consciência. À medida que vamos evoluindo, adquirimos a capacidade de utilizarmos cada um deles de forma autônoma em relação ao mais denso. Existe uma relação do plano evolutivo do nosso consciente com a utilização dos outros corpos mais sutis. Essa relação acaba se estreitando à medida que evoluímos e passamos a nos harmonizar e, gradualmente, a frequentar templos e universidades etéricas para o nosso redespertar. Esses templos são na verdade escolas onde acabamos sendo retrabalhados e deixamos de lado os falsos valores e dogmas que limitam a nossa percepção. Esse processo é gradual até que a mente consciente e racional possa ter lembranças dessas atividades. Normalmente, esse tipo de vivência acaba chegando a nós como intuição, um conhecimento que vem do nosso interior e que não adquirimos em livros ou coisa similar, ele existe internamente.”  (Extraído da Apostila: “UM CURSO de CURA ESTELAR”, pág 24, Autor: Rodrigo Romo, 2003)




















AURA - Um Campo Magnético
A Transformação da Nossa AURA
Os Pioneiros do Centro Cerebral Direito
(http://www.irdin.org.br/acervo/detalhes/3534)



quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

A CURA










"Aprendei a curar-vos com quem aprendestes a amar."      
 (Ovídio)









“Vivemos numa era em que as pessoas, inclusive em países ocidentais, começam a entender cada vez melhor seu próprio potencial de cura, que é inerente a cada ser humano. Assim, elas começam a adotar outros hábitos de viver e alimentar-se, optando pelos caminhos da naturopatia para a conservação e otimização dessa energia [...] A doença não existe por conta própria, não tem existência independente. A manifestação de doenças depende em primeiro lugar da ignorância do próprio paciente. Além disso, as causas primárias que geram doenças são envolvimento emocional, rejeição e apatia, além de condições eventuais de acumulação e acirramento por causa das estações do ano, alimentação imprópria, padrões impróprios de comportamento, etc. [...] Mas a sabedoria instintiva do organismo, inerente a todos os seres humanos, parece cada vez menor. Os motivos dessa tendência são a degeneração dos hábitos alimentares e dos padrões de comportamento (por exemplo, consumo excessivo de doces, de alimentos muito ricos e pesados ou o hábito de ficar grudado na televisão) nas sociedades ocidentais industrializadas. Crianças que crescem num ambiente artificial não conseguem desenvolver comportamentos naturais. Do ponto de vista da medicina tibetana, essas crianças estão constantemente expostas a um excesso de certos tipos de sabores, impressões sensoriais, etc. Se as medidas para inverter o processo não forem tomadas a tempo, as doenças correspondentes acontecerão inevitavelmente.”  (Do livro “Manual da Cura Tibetana”, autor: Thomas Dunkenberger, Ed. Pensamento, 2007, págs 22, 74 e 77)









“As questões ligadas à cura estão ganhando cada vez mais força, especialmente para aqueles que estão se sentindo atraídos pelos chamados destes novos tempos. É que o planeta Terra, como um todo, está passando por uma espécie de ‘Cura’ e nós, integrantes do Reino Humano, também necessitamos nos curar se intencionamos acompanhar em equilíbrio os novos propósitos cósmicos para este planeta. Precisamos expor alguns conteúdos importantes sobre ‘Cura’ que podem nos auxiliar a compreender melhor as bases sob as quais a ‘Verdadeira Medicina’ se manifesta. Pois os nossos desejos de se curar ou de ver os outros curados, mesmo altruisticamente, podem em muito dificultar uma visão mais sábia sobre as nossas questões atemporais. A nossa Medicina atual se polarizou nos sintomas físicos, devido às próprias limitações das pesquisas acadêmicas que seguem uma linha comercial de mercado, onde ‘curas temporárias e superficiais’ estão sendo vendidas. Desta forma, um nível mais profundo do Amor Sabedoria que rege os princípios da cura para a Terra acaba se recolhendo e não sendo acessado pelos limites inerentes das práticas da nossa ‘Medicina Alopática’ atual. A verdadeira cura atemporal se sustenta no Amor altruísta, fluindo no princípio da doação. A ‘Medicina Alopática’ atual, em geral, remedia até muito bem, mas não alcança a natureza da cura atemporal das Almas humanas, pois este nível de cura se dá através de abstrações sutis multidimensionais [...] Sob o ponto de vista da evolução cósmica, a Terra ainda está no estágio de manifestar as suas desarmonias evolutivas dentro da experiência humana através do que denominamos de ‘doenças’. Como uma humanidade ainda separatista, sem consciência da oitava dimensão unificadora (nível das Mônadas), aprendemos também através das doenças. Há um ensinamento que afirma que uma doença é o próprio Amor Sabedoria se manifestando além da dualidade, ensinando um ser humano por uma via inversa de aprendizagem. Somente que deveríamos aprender a meditar sobre a natureza superior desta experiência, pois sabemos que outras humanidades do Cosmos já transcenderam esta nossa atual etapa evolutiva como raça. Como poucos são os seres humanos que já possuem uma visão atemporal de suas vidas e podem também acessar esta visão para os outros, nem sempre sabemos quando uma alma terrestre já está pronta para receber alguma cura que venha do equilíbrio cármico de suas ações, não só neste planeta, mas também transmigradas e interconectadas por leis superiores a outros mundos. Lembremos que muitos dos que hoje sofrem com doenças em seus corpos físicos, na Terra, são exilados cósmicos reticentes e recalcitrantes das Leis que regem o Cosmos por todo este nosso Universo Local. As doenças para estes seres transgressores são uma escola de aprendizado necessária a que devemos respeitar e compreender em compaixão coletiva. E como muitos ainda continuam resistentes aos ensinamentos dos Mestres, estamos e continuaremos vendo aumentar o número de almas desenvolvendo doenças (principalmente através dos corpos mental, emocional e físico) para conseguirem sobreviver a este momento atual de fechamento de ciclo cósmico. Em contraparte, também está aumentando o número de almas que estão se harmonizando atemporalmente, recebendo bênçãos de curas celestiais. Um grande número de almas humanas terrestres se prepararam, por várias encarnações, para poder vivenciar em seus corpos inferiores as curas acessíveis destes novos tempos e transcenderem todo o seu passado de desarmonias. Estes seres estão aptos a compreenderem o que está se passando atualmente com a Terra e consigo próprios. Diversas Terapias Alternativas estão surgindo, atualmente, e muitas delas estão se beneficiando de florais, ervas naturais, essências, etc. A inteligência da Supranatureza imprime na Sobrenatureza e na Natureza inferior princípios ativos abstratos que podem ser provenientes de outros pontos do Cosmos e estarem dispostos, na Terra, para auxiliar as nossas curas. Muitas almas competentes conseguem fazer uma conexão com estas realidades e oferecer para nós uma cura mais real. Podemos sim receber uma cura através dos outros, mas somos nós que devemos oferecer as condições para que esta cura se realize, abrindo os nossos corações e as nossas vidas para os desígnios de Deus.”   (Do livro “COMANDO ESTRELINHA, Temas Transcendentais”, págs 65 a 68, Horácio Netho, Ed.Alfabeto, 2012)











 NOVAS TERAPIAS MULTIDIMENSIONAIS
(HORÁCIO NETHO)




 FLORAIS dos GOLFINHOS e FLORAIS PLEIADIANOS - TERAPIA QUÂNTICA ESTELAR









“Tudo na Terra tem um propósito, cada doença uma erva para curar, cada pessoa uma missão a cumprir. Esta é a concepção dos índios sobre a existência.”      
Christine Quintasket  (Índia Salish)








“Segundo a atualização das mensagens da Hierarquia Cósmica, a Terra será em verdade um planeta regido por leis sagradas superiores, onde não haverá mais doenças como as que conhecemos hoje, decor­rentes diretas das leis cármicas inferiores. Lembremos que os proces­sos cármicos, que inclusive geram e atraem as doenças planetárias, são originados pelas mentes de desejos desta raça humana em evolução. E quando falamos em desejos, não nos referimos somente aos negativos, mas aos positivos também [...] Há presentes, na órbita da Terra, inúmeros espíritos cósmicos curadores ou mônadas desta linhagem evolutiva a serviço desta tran­sição cósmica neste setor sistêmico. Centenas de curadores cósmicos conscientes (pleiadianos, arcturianos, orionis, sirianos, venusianos, etc.), travestidos de corpos humanos terrenos, já estão em pleno serviço voluntário de auxílio para a transição das leis planetárias, neste atu­al momento. Tais seres foram iniciados juntos a Conselhos e Ordens Cósmicas Superiores, que estão se revelando abertamente à consciên­cia coletiva desta raça humana terrena [...] Todos os Curadores Cósmicos conscientes estão capacitados, atra­vés de processos iniciáticos conduzidos pelas Hierarquias Espirituais responsáveis, para transitarem pelas vias e portais de acessos da quinta dimensão terrena acima. Para isto, recebem ferramentas como símbolos específicos e mantras de ativação, que ficam impressos em seus campos energéticos (aura), servindo como códigos de acessos para os propósitos missionários de suas jornadas [...] Algumas mônadas animais estão se beneficiando, deste momento cósmico, para contatar conscientemente o reino humano terreno e ofer­tar os seus serviços de auxílio como canais complementares de Cura Cós­mica. Os golfinhos e as baleias (www.golfinhospray.com.br), por exem­plo, já estão em plena atividade conjunta com a humanidade planetária, a partir de uma base brasileira. Aqueles seres humanos que se sentirem atraídos por estas realidades cósmicas, devem iniciar um processo de dis­tanciamento paulatino das terapias tradicionais alopáticas. Ao mesmo tempo, devem iniciar um contato mais próximo com as diversas terapias naturais que estão emergindo, na face da Terra, usufruindo-se de florais, ervas naturais, essências vegetais e minerais, além destas terapias já citadas dos Curadores Cósmicos que, por meio de suas irradiações áureas, projetam as suas energias sutis de harmo­nizações para as consciências do seres humanos terrenos.”  (Do livro “VIA CORAÇÃO, caminhos da transformação”, págs 28, 31, 32 e 35, Horácio Netho, Ed. Alfabeto, 2011)






CURA INTERIOR e CURA CÓSMICA
(TRIGUEIRINHO)







“O princípio da cura está na consciência da doença.”      









“A preparação para a cura requer um período especial de jejum, oração, renúncia, agradecimentos, sacrifício, exercícios devocionais. O propósito é vencer as paixões da carne e fortalecer o espírito. A abstinência e o rigor físico limpam o corpo e a concentração mental purifica a mente, alinhando assim a matéria e o espírito. Desta forma a mente individual pode entrar em contato com o poder de cura do Grande Espírito.”   Wooden Leg  (Xamã Cheyenne)












“Parar, acalmar-se e descansar são pré-requisitos para a cura. Se não conseguirmos parar, nosso ritmo de destruição simplesmente vai prosseguir. O mundo precisa imensamente de cura. Os indivíduos, comunidades e países estão cada vez mais necessitados de cura.” (Do livro “A Essência dos Ensinamentos de Buda”, pág 39, Thich Nhat Hanh, Ed.Rocco, 2001)      














INTRODUÇÃO à CURA p\ NÚMEROS
(CÓDIGOS de GRABOVOI)


















“Rudolf Steiner, em 1918, previu que caso a humanidade não chegasse a contatar o Plano Intuitivo, o da Alma, pela liberdade na busca espiritual e pelo aperfeiçoamento do caráter diante do livre arbítrio, então sérios problemas poderiam ocorrer por esta sonolência, pois as Hierarquias teriam de implantar um novo código mesmo sem a permissão dos egos. Ele disse que um triplo resultado ocorreria na evolução humana. Primeiro: os homens se transformariam em demônios em consequência de seus instintos sexuais. Segundo: ocorreria um conhecimento pernicioso de certas substâncias terapêuticas; tudo que se relaciona com a medicina progrediria numa escala imensa, mas, em sentido materialista; os desenvolvimentos de certas substâncias ligadas à medicina causariam prejuízos enormes, mas seriam considerados úteis; aquilo que fosse doentio seria considerado saudável e as pessoas veriam com agrado aquilo que conduziria o homem a doenças; a relação de substâncias terapêuticas com a medicina seria um rumo desastroso tomado e teriam a capacidade de provocar ou evitar doenças segundo critérios exclusivamente egoístas. Terceiro: os homens viriam a conhecer forças mecânicas e técnicas e tomariam um rumo nefasto, no entanto estas forças seriam sumamente úteis e agradáveis ao egoísmo do homem.” (Do livreto “O Chamado da Mãe Natureza Universal”, págs 5 e 6, Marcus André, 2012)







PURIFICAÇÃO PLANETÁRIA, ORAÇÃO,
CURA e NAVES HOSPITAIS
(CARLOS PALERMO)














“O Deus que traz o sofrimento é o mesmo que cura [...] Um ser iluminado e autorrealizado tem capacidade de conviver com os altos níveis de ignorância dos homens comuns sem se deixar contaminar internamente. Relaciona-se com seres impuros distanciadamente, mantendo a sua consciência a mais elevada possível em direção aos mundos superiores. Encontra-se naquele estado regido por leis que lhes amparam e protegem. Possui um nível de vida interno elevado que, quando necessário, se manifesta externamente. Possui recursos energéticos conscientes para reverter situações desarmônicas e promover curas e paz [...] Há seres humanos que desejam ser curados através das resoluções dos seus meros problemas pessoais, sejam físicos, emocionais ou mentais. A verdadeira cura requer um momento adequado para se manifestar. Envolve um movimento amplo que transcende as questões pessoais de um só ser humano. Interliga vários níveis de ajustes dimensionais da consciência e uma egrégore de seres existentes. Só se realiza, quando um equilíbrio se faz imanente, em respeito às várias leis que interagem holisticamente. Depende de uma conjuntura justa para com a humanidade, com a Terra e para com Deus [...] A luz necessária para a cura vem na medida certa para quem necessita, seguindo as leis superiores que coordenam a harmonia cósmica entre as realidades paralelas [...] Ao entrar em contato com a aura de um grande iniciado, um ser humano comum pode ver a sua vida profundamente transformada. Perigos podem ser afastados, curas podem ser manifestadas, caminhos podem ser encurtados, sofrimentos podem ser transmutados. Afinando os sentidos e a atenção, investigando e discernindo corretamente, o ser humano poderá ter consciência da presença de grandes iniciados em sua vida [...] Na cura: para uns, remédios; para outros, palavras; para outros mais, o silêncio. Para outros ainda, mais sofrimento.”  (Do livro “VIA TERRA, caminhos da luz”, Horácio Netho)









A CURA
(Lulu Santos/Nelson Motta)

“Existirá, em todo porto tremulará a velha bandeira da vida.
Acenderá, todo farol iluminará uma ponta de esperança.
E se virá, será quando menos se esperar, da onde ninguém imagina.
Demolirá toda certeza vã, não sobrará pedra sobre pedra.
Enquanto isto, 
não nos custa insistir na questão do desejo não deixar se extinguir,
desafiando de vez a noção na qual se crê que o inferno é aqui.
Existirá, e toda a raça, então, experimentará para todo o mal a cura.”





CURE O MUNDO - MENSAGEM das CRIANÇAS
(CLIP MUSICAL)











“Só o corpo é visível. E tendemos a acreditar apenas no que vemos. Mas a mente é muito maior e muito mais poderosa que o corpo. A ciência ancestral da ayurveda mostra claramente como as doenças se manifestam primeiro na mente e depois chegam ao corpo. Dessa forma, a ayurveda não espera a doença chegar ao nível do corpo. Ela se propõe a curá-la antes disso.”  (Sri Ravi Shankar)
















“Não é um sinal de saúde estar bem ajustado a uma sociedade profundamente doente.”  (Krishnamurti)






ENSINAMENTOS ARCTURIANOS
(XAVIER PEDRO)




“Quando um indivíduo se desliga de limites formais e mergulha na própria essência é que passa a viver em cura e a saber que ela é o ajuste da matéria à realidade interna, a um padrão de perfeição divino. A cura aproxima a criatura da ‘face sagrada’ que lhe corresponde, é expressão d’Aquilo que anima o Cosmos. Manifesta-se como ciência, como arte, como filosofia e como religiosidade. Nasce do silêncio, no indivíduo que, tendo-se esvaziado, se volta então para o Alto e se deixa preencher.”    (Trigueirinho)










"Procuram curar aos outros, 
quando eles mesmos estão cheios de feridas."  







“... o que representa ser um Terapeuta na Era em que estamos vivendo, a Era de Aquário. Um Terapeuta é um curador, uma pessoa que tem a missão de trabalhar para curar a doença no nível físico, mental ou espiritual. Um Curador Aquariano é uma pessoa que sabe que não pode curar ninguém. Sabe que cada um é o seu próprio Curador. Sabe ajudar o outro a se curar porque aprendeu o caminho da Cura, curando a si mesmo e por consequência a sua vida. Os terapeutas aptos para este aprendizado são aqueles que percebem que estão numa faixa vibratória acima. Possuem percepções intuitivas, espiritualidade desperta, visão de Cosmos e consciência da sua missão como agente de Cura nesta Era que manifesta, em seu início, um paradoxo: um homem super evoluído tecnologicamente e incapaz de se relacionar de modo saudável consigo mesmo e com o seu próximo mais próximo, sua família.”  (D.N. Silva – Terapeuta Sistema Florescência)





CURAS NATURAIS SECRETAS






“A Cura está ligada ao tempo e, às vezes,
 também às circunstâncias.”










“Através dos tempos, os sensitivos que se dedicam às artes da cura observam que pensamentos e sentimentos são compostos por energias atmosféricas sutis, infundidas de gunas etéricos. O médico sáttvico potencializa os efeitos benéficos de medicamentos e tratamentos quando, pela sua compaixão, bondade e alegria, eleva o shen dos pacientes, enquanto os que manifestam sintomas rajásicos de estresse ou tristeza afetam adversamente pacientes já sensíveis à dor e ao sofrimento. O Ayurveda reconhece o fenômeno e recomenda que, para o bem dos pacientes, os médicos cultivem os estados mentais sáttvicos. Contudo, não há nada que supere a oração e a meditação, as mais valiosas chaves que dão acesso ao potencial da medicina como caminho espiritual. Os que se comunicam com o paciente na sua essência mais profunda são os que curam com mais eficácia. ‘Só os médicos que oram e meditam têm o poder de curar as enfermidades da mentes e as emoções’, afirmou o Dr. Jha na época em que iniciava os meus estudos. O Dr. Mahatyagi disse-me um dia: ‘Os médicos precisam ter devoção e fé em Deus e, ao passar uma receita, precisam ter uma mente pura, um espírito dadivoso e a aspiração de serem capazes de abençoar o paciente. Ensina o Ayurveda que, pela oração, obtêm-se melhores resultados. Enquanto prescrevo, entôo diferentes mantras conforme a enfermidade; cumpro meu dever pedindo a Deus que me abençoe para ser bem sucedido na cura. A maioria dos Vaidyes tradicionais, da Índia e do Nepal, crê em Deus e cotidianamente recita seus mantras. Na medida em que cultivam essa prática, obtêm igual medida de sucesso.’  Aureolados por orações e práticas meditativas, os médicos desenvolvem grande talento. ‘Se o médico tem algum poder espiritual ou pensamento espiritualizado, o tratamento é mais bem sucedido’, diz o Dr. Tiwari. ‘Somos mero veículos de cura, nunca agentes, quem cura é Deus onipotente, diz a sabedoria hindu. O médico deveria pensar, que - Deus me ajude a cuidar deste paciente -, para ser apoiado pela força divina; com as bênçãos de Deus é possível obter grandes êxitos.’ Segundo a filosofia sáttvica da cura, quanto mais profundamente nos conectamos à divindade interior, mais saudáveis nos tornamos; assim, no Ayurveda, o tratamento clínico é considerado secundário à contribuição para a evolução espiritual do paciente. ‘O fundamento do Ayurveda é a espiritualidade’, diz a Dra. Shrestha, ‘porque a preocupação dos Vedas é com o poder divino. Poder divino, espiritualidade e mente se encontram no cerne do ser.’ Aos pacientes, os médicos ayurvédicos e tibetanos recomendam práticas devocionais e orações, técnicas ióguicas e disciplinas mentais como a meditação e a visualização. Os velhos sábios médicos ensinaram que a prática da medicina é a melhor das vias para o cultivo das virtudes sáttvicas, as que levam o médico a ‘moksha’, o despertar espiritual.” (Do livro “Em Busca do Buda da Medicina”, págs 204 e 205, David Crow, Ed. Pensamento, 2004)      






CURA ESTELAR
CONEXÃO c\ a HIERARQUIA ESPIRITUAL
(RODRIGO ROMO)





EXEMPLOS de MANTRAS CONFEDERADOS p\ CURA:









“Um sorriso genuíno distribui a energia cósmica, prana, a todas as células do corpo. O homem feliz é menos sujeito a doenças, pois a felicidade de fato atrai para o corpo um maior suprimento da universal energia vital.”   (Paramahansa Yogananda)